Conheça uma das festas populares mais tradicionais do calendário baiano, a festa do 2 de julho, Independência da Bahia

A comemoração do dia 2 de julho é uma das festividades mais tradicionais e importantes do calendário baiano. Sua história remonta aos importantes acontecimentos ocorridos em 2 de julho de 1823, quando o Exército Libertador, tendo à sua frente o Batalhão do Imperador, entrou na cidade de Salvador, sitiada durante meses, e expulsou os portugueses, que abandonaram a cidade por mar, em poucas horas.
 
A Festa do 2 Julho congrega uma pluralidade de manifestações culturais, políticas e religiosas, envolvendo, principalmente, a população, que comparece em massa, nos grupos escolares, apresentações de dança, fanfarras, além de políticos, entidades representativas e movimentos sociais. 

Dada a importância do acontecimento histórico, que antecede a comemoração da Independência do Brasil, em 7 de setembro, a Independência da Bahia é considerada por muitos como a data em que, efetivamente, ficamos livres da dominação estrangeira, sendo o 7 de setembro o seu desdobramento.

O ponto alto do desfile, que inicia no Largo da Lapinha e segue até o Campo Grande, é a saída dos Caboclos - considerados símbolos máximos do povo que lutou na batalha pela independência da Bahia.     

Seja como for, o 2 de Julho não deixa de ser uma grande atração turística capaz de catalisar uma imagem fidedigna do povo baiano: trabalhador, batalhador (como os heróis da Independência da Bahia), criativo e alegre, religioso e festivo. Se você deseja conhecer mais sobre a Bahia e sua contribuição para a Independência do Brasil, não deixe de participar dessa festividade cheia de simbolismos e espírito cívico.