10/03

Rio Vermelho: reduto da boemia de Salvador

O bairro, que atrai centenas de pessoas em busca de diversão, se transformou no centro noturno da capital soteropolitana

Se durante o dia em Salvador, a pedida principal são as belas praias, à noite também não falta diversão. Localizado há menos de dez minutos do Salvador Express Praia Hotel, o bairro do Rio Vermelho é endereço certo para aqueles que querem curtir o clima de badalação com os amigos, apreciar uma boa música, degustar das delícias da culinária baiana ou até mesmo relaxar ouvindo a brisa do mar. Conheça nas próximas linhas o reduto da boemia soteropolitana que encanta turistas e baianos.

Tabuleiros famosos

Pensou em culinária baiana, pensou em acarajé! Ninguém quer sair daqui sem antes provar o clássico quitute baiano. E é no Rio Vermelho que você encontra os tabuleiros de quitutes típicos mais famosos da cidade. O Acarajé da Regina e o Acarajé da Dinha estão no Largo de Santana, enquanto o Acarajé da Cira está no Largo da Mariquita. Agora, é só aproveitar essa deliciosa tour gastronômica.

Beira-mar

Mesmo com a badalação rotineira é possível aproveitar a brisa para um passeio à beira-mar. O calçadão que começa no mirante da praia da Paciência e segue até o antigo Mercado Peixe (atual Vila Caramuru) é uma excelente opção para realizar uma boa caminhada. Durante o passeio, aproveite para conhecer a Casa de Yemanjá, a deusa do mar. Mantida pela Colônia de Pescadores do Rio Vermelho, ela está logo em frente ao Largo de Santana. É de lá que partem os balaios carregados de presentes para a orixá das águas salgadas, na festa do dia 2 de Fevereiro.

Musicalidade

Samba? Rock? MPB? Seja lá qual for a sua preferência musical com certeza você encontrará uma opção de diversão no Rio Vermelho. As dezenas de bares e casas noturnas espalhadas a cada esquina do bairro trazem uma programação variada que consegue agradar todos os gostos.


Ficou com vontade de conhecer? Então, faça sua reserva através do nosso site e não perca a oportunidade de vivenciar a multiculturalidade que só as ruas do Rio Vermelho têm.